Atalho Image Map

domingo, 27 de julho de 2014

Mini imagine (harry styles) - trouble (final)





Problemas, problemas, problemas... A única coisa que Harry traz em minha vida. Chega em casa cada vez mais bêbado, cada vez fumando mais, e cada vez mais obsessivo... É só problema o que tenho, e mesmo o amando sei que devo deixa-lo.


'Cause we fit perfectly
When you lay over me
Run away from the world outside we know

And when I waken next to you
I know we're not the lonely people that we used to be
I'm never giving up on this
The lover in me is the lover in you
And you can't stop my heart
You're taking on me like I'm taking on you
And it's my favorite part
Don't let go, don't let go tonight
And you can't stop my heart
The lover in me is the lover in you
Boy Harry Styles.
Gênero: Drama e Romance.
Classificação: +16
Nota: Contém palavras de baixo calão, insinuação de sexo, drogas, agressão.

Ela estava à minha frente, seu olhar fixo em mim esperançando algo, ao menos uma reação, com suas feições seria e ansiosa. O silencio que estalou entre nós, obviamente a incomodava.
Eu só sabia lhe observar, lhe observar enquanto meus pensamentos vagavam. Lhe via morder os lábios como ato de nervosismo, e só desejei que fosse eu a morde-los.
Mas eu estava confuso. Assim que lhe vi aqui a primeira coisa que pensei foi que ela voltou para mim, mas fiquei com ranceio.
Antes eu tinha pensado que ela voltaria para mim no mesmo dia a qual me deixou após ter cuidado de mim, mas o tempo passou e ela não voltou. Deduzir que ela realmente não me amava como pensei que amasse e depois de um tempo percebi que eu devia seguir minha vida, que eu não deveria de ficar me lamentando sempre. Ela tinha ido ficar com outro homem, aquela tinha sido a sua escolha.
Se doeu ter de aceitar isso? Muito.  Mas infelizmente a vida é assim, nem sempre as coisas funcionam como gostaríamos, e eu tinha de seguir em frente. E isso foi difícil de fazer, todas as garotas a qual tentava ter algo eu acabava comparando com ela, mas nenhuma ao chegava aos seus pés.
Não falo de beleza e qualidade, falo da química e do sentimento. Nenhuma outra mulher irá me fazer se sentir como fazia, como faz mesmo não estando comigo. Via a forma a qual me olhava e me sentir confortável apenas com isso, me sentia amado apenas com isso, porque eu conseguia ver que ela realmente sentia a minha falta.
Eu não era o único a querer voltar a ser como éramos antes.

- Ok... Sente minha falta? – digo, apenas me aproximando um pouco mais.
- Eu sou completamente apaixonada por você, eu amo você, então é obvio que eu sinto a sua falta. Já não me importo mais se é tarde para isso, eu só quero que saiba que eu nunca te esqueci e que eu vou sempre te amar. Já não estava aguentando ficar sem você, eu estava sofrendo com tudo isso, mas não queria aceitar... Eu tinha medo que me magoasse de novo, que voltássemos com as brigas... Que... Que me traísse. - eu mal prestava atenção do no que dizia, um sorriso de felicidade surgiu em meu rosto quando ouvir as palavras 'eu amo você' saí de sua boca direcionadas a mim.
Seus olhos brilhavam lacrimejados ao dizer suas palavras, de uma forma desesperada enquanto gesticulava demais com as mãos, eu sabia que tal reação era por ela realmente estar desesperada e não saber o que fazer.
Mas diferente dela, os meus olhos brilhavam de felicidade, de paixão, amor... Mas principalmente de esperançar por conseguir novamente enxergar um futuro para nós.
- Saiba que se eu for até você e lhe beijar agora, nunca mais te deixarei ir.
- Por favor, faça isso agora! O que está... - antes que ela possa terminar eu acabo com o maldito espaço que ainda há entre nós, finalmente selando nossos lábios em um beijo de verdade. Parecia que se passou décadas desde que isso aconteceu. Minhas mãos segurando firme em seu rosto contra o meu, sem querer que ela fuja, sem acreditar que isso realmente está acontecendo.
Sinto suas mãos delicadas  tirarem de forma apressada minha touca do cabelo e seus dedos enlaçarem em meus cabelos os puxando com força.
Era maravilhoso sentir isso, por mais estranho que poça parecer. Eu sou um idiota quando estou amando.
- Eu... Nunca... Mais... Vou te deixar... Ir embora... - digo entre beijos enquanto um sorriso surge em seu rosto. - Você não faz a mínima ideia do quanto eu fico feliz com isso, você... Eu preciso tanto de você.
- Desculpe-me, me desculpe por tudo... Eu não devia ter te deixado uma vez, muito menos duas. Eu fui... Eu fui uma idiota. Eu só não queria vivencia aquilo tudo de novo, eu não quer voltar com as brigas... Você me entende?
- Sim eu entendo, tudo isso aconteceu apenas por minha culpa. Eu fui o idiota, desde o principio. Comecei a agir como um credito, você me perdoa né?
- Sim, você também me perdoa?
- Sim. Eu te amo.
- Eu te amo.
- Então... Vamos voltar como era antes? Você pode vim morar aqui comigo, vamos ser namorado mais uma vez e...Vamos planejar... - ele me cala com seus lábios e eu acabo sorrindo com sua atitude, adorava quando ela fazia isso.
- Calma Harry, temos muito tempo ok? Tem algo que eu quero fazer com você antes de voltar a planejar uma vida com você.
- O que... - não pergunto mais, me calando enquanto vejo seu sorriso malicioso. Não penso duas vezes e junto novamente nossos lábios com toda a necessidade e luxuria presente. Eu realmente estava precisando dela, de todas as formas, mas não esperava que sexo  fosse acontecer agora.
Nos reconciliamos, bem, eu acho que sim, e pensei que agora teríamos uma conversa chata sobre como seria nosso relacionamento, quem saber impor algumas regras, eu seria capaz de qualquer coisa. Só em ter ela aqui comigo, realmente comigo, eu fico feliz, adoraria passar horas apenas ouvindo suas voz a falar e falar enquanto meus olhos brilham de felicidade de ela estar comigo.
E apesar de sexo não estar em minha lista de coisas que faríamos agora, não significa que eu não queria. Muito pelo contrario, eu quero ate demais. Sinto que me vou explodir de desejo a qualquer momento, eu estava precisando de sexo, é péssimo para um homem ficar tanto tempo sem sexo. Mas sim, isso é capaz de acontecer, não é impossível.
Toda a necessidade de um pelo outro era explicita e nos deixava um tanto atrapalhado e desesperado enquanto um toca o outro, era meio difícil de se acreditar que isto está acontecendo, o que nos dificultou de chegar ao nosso quarto.
 Suas mãos apressadas vão direto a minha camisa assim que estamos em nosso quarto, e ela não perde tempo enquanto lhe tira, já que no caminho já tinha me livrado de meu sobretudo, fazendo-me afastar de seus lábios para que a mesma passe por minha cabeça, mas assim que ela está jogada em qualquer lugar daquele quarto, sou eu que lhe jogo contra a cama, mantendo o contado visual juntando nossos lábios em seguida.
Suas mãos passeiam por minhas costas me mantendo colado a seu corpo, acabo sorrindo divertindo quando suas mãos descem até minha bunda e aperta. Como se realmente tivesse algo ali para ser apertado.
- Você é perfeita... - digo passando a pota de meus dedos por seu lábios enquanto me inclino e deposito um beijo em seu pescoço.
Delena Morning Makeout 5
Faço questão de depositar beijos e chupões por ser pescoço enquanto suas mãos vou ate minha calça e tentam tira-las, ate que eu mesmo faço isso com pressa ficando apenas com minha boxer.
Ela inverte nossas posições e gosto de tal atitude, gosto sempre que ela fica por cima. Vou logo retirando sua camisa enquanto ela junta nossos lábios novamente.
Quando finalmente estamos apenas com nossas peças intimas me encontro um tanto desesperado e ansioso enquanto lhe vejo olhar em meus olhos enquanto desce seus beijos por meu abdome. Estava ansioso pelo que veria em seguir, seria maravilhoso sentir seus lábios.
Mas claro que ela tem de me torturar um pouco antes, aqui está ela agora a me tocar sobre minha boxer.
- Por favor... - eu imploro, querendo que ela retire logo minha boxer e faço logo o que se deve ser feito.
Ela sorrir de forma brincalhona, como se fosse aprontar alguma coisa enquanto inclina sua cabeça e deposita um beijo em minha ereção pulsante e apertada pela boxer, louca para ser libertada. Gemo assim que sinto um beijo seu lá enquanto ainda movimenta sua mão sobre a boxer.
Sinto que a qualquer momento me posso vim apenas com isso, e eu não gostaria de vim assim apenas com isso, eu precisava senti-la.
- Eu não vou aguentar... - principalmente quando meu alto-controle para esse tipo de situações não tem sido praticado.
Percebendo o desespero em minhas palavras e tom, ela finalmente tira minha boxer, sinto suas mãos começar a se mover agora realmente me tocando, e eu gemo jogando minha cabeça para trás. Além de sentir falta dela a fazer isso, era maravilhoso não ser as minhas mãos.
Controlar os gemidos? Não, não estava em condições para isso, e toda minha situação se complicada ao sentir seus lábios em mim enquanto a mesma a todo o momento está a me olhar nos olhos, eu tento corresponder seu olhar, mas fica difícil para mim ao senti-la se mover lentamente.
- Ah... ... - se estava difícil de me controlar antes, agora sinto que a qualquer momento me vou desfazer, e tento lhe informar, mas ela parece se divertir com isso enquanto acelera seus movimentos.
Levo minhas mãos ate seus cabelos e tento puxar sua cabeça para que saia, mas ela nega e logo tenho um orgasmo intenso, um orgasmo de verdade, após ela ir tão profundamente.
Já tinha me esquecido o quão bom é a sensação.
Sorrio em satisfação ela ela volta para cima de mim e me beija. Inverto nossas posições, agora seria a minha vez de lhe satisfazer e volto a lhe beijar enquanto minhas mãos passeiam por seu corpo.
- Direitos iguais babe... - digo enquanto agora é a minha vez de descer com meus beijos por seu corpo, parando no percurso e dando atenção a seus seios.
Retiro seu sutiã e envolvo seu seio direto com uma de minhas mão e o aperto com firmeza e passo a estimulá-lo, ela solta um gemido baixo em aprovação, mas assim que meus lábios sugam seu seio esquerdo ela gemi mais alto e inclina seu corpo querendo um pouco mais.
Minha mão livre desce para o meio de suas pernas e lhe toca sobre o pano fino de sua calcinha, assim como ela fez comigo, ganho um gemido em aprovação seu, mas ela não era a única que estava gostando disso. Adorei ver o quão molhada estar por mim, o que eu ainda a faço sentir.
Seus seios já estavam rígidos com meus toques, e decido descer um pouco mais. Olho em seus olhos enquanto desço com meus beijos e ela me olha com atenção enquanto morde seus lábios apenas para me provocar.
Chego aonde quero e não tenho paciência de tirar sua calcinha e simplesmente a rasgo, ela rir de minha pressa, mas estava precisando senti-la. Mas claro, eu tinha de provocá-la. Eu passava a língua por sua virilha e ao redor de sua vagina. Ela implorava para que tocasse lá, mas eu tinha de lhe provocar.
- Você quer? - digo com uma cara safada enquanto sopro aquela parte.
- Por favor... - ao ouvir sua imploração, eu passo a língua suavemente por sua vagina e a beijo em seguida. Ouvir seus gemidos em seguida é maravilhoso, e só me faz lhe querer mais.
Ponho meus lábios na parte mais alta de sua vagina e com minha língua passo a fazer movimentos suaves, lambendo os grandes lábios e seu clitóris.
Decido usar meus dedos, e com os mesmo afasto seus grandes lábios, para obter mais facilidade de encontrar seu clitóris. Passo a língua pelo local e ouço um gemido mais alto seu.
- Ah... Continue. - ouço ela dizer enquanto lhe faço uma sucção suave e brinco com aquela área enquanto minha língua está passa por aquele local sensível, posso dizer que não perdi o jeito para a coisa. - Ah... ...
Faço-lhe uma penetração com os dedos enquanto com minha língua faço um pouco mais de pressão em seu clitóris. 
- Não.. Não para... - ela diz enquanto move seu quadril de encontro a mim, olho em seus olhos enquanto a mesma revira o mesmo em prazer e gemi meu nome ao atingir seu orgasmo, seu corpo todo relaxa enquanto sua respiração esta acelerada. Eu faço questão de lhe 'limpar' toda.
Supo para cima dela e já vou logo me posicionando para o que veria a seguir. Ela ainda esta com seus olhos fechados e respiração acelerada tentando se recompor.
Quando finalmente olha para mim sorrir, me fazendo sorrir de volta.
- Está pronta, ou está sensível demais? - ela não me responde, apenas me puxa para um beijo e em seguida em me afundo nela com tudo.
Enquanto me afundo com firmeza e rapidez, beijos seus lábios com ferocidades, mas meio atrapalhados em meios a gemidos. Na maior das partes nossos lábios apenas se encostávamos necessitados enquanto gemiamos.
Já tinha me esquecido o quão bom isso poderia ser, e o quanto ela é apertada e quente, tornando meu prazer ainda maior. Suas mãos se firmaram em minhas costas enquanto acelerava mais, enquanto tinha a certeza que nossos vizinhos podiam ouvir nossos gritos e gemidos.
- Ah sim Harry... ... Eu ah...
- Sim... AH... - minha voz estava mais rouca que o normal, e eu sabia que não iria aguentar muito ali. Tinha de aproveitar o máximo que pudesse.
Ergui uma das pernas de e envolvi em volta de mim, para que assim pudesse intensificar mais minhas investidas, isso só fez com que seus gemidos fossem mais frequentes e ela atingisse seu clímax primeiro que eu, mas bastou apenas mais duas investida e eu também cheguei.
Joguei-me ao seu lado da cama e tentei relaxar... 
Sentia-me como há muito tempo não me sentia, era tão bom. Sexo, ela... Mas principalmente esses dois juntos, era maravilhoso tê-la aqui, e não será apenas por algumas semanas, agora é para sempre, eu nunca mais deixarei ela sair de minha vida.
- Setia falta disso... Ainda sou bom ela forma a qual gemeu. - digo após me recuperar, ela vira seus rosto e olha para mim confusa. Acho adorável a qual seus rosto está suado, seus cabelos bagunçados após o sexo, e agora seu cenho franzido em dúvida após o que digo.
- O quer quer dizer com isso?
- Que eu estava precisando de sexo de verdade, e não apenas minhas mãos.
- Está insinuando em que não faz sexo desde que te deixei? - coro com o que diz e quero me esconder por ter dito isso, mas era verdade.
- Não estou insinuando, estou apenas falando e afirmando. É verdade.
- Não minha para mim Harry, sou eu a sua , a qual namorou anos com você, te deixou por um tempo, mas agora está aqui de volta para você. Não precisa inventar isso para me conquistar.
- Conquistar-te? Como se fosse precioso babe, não seja convencida.- digo com um sorriso provocativo nos lábios e ela revira os olhos. - Mas eu estou falando serio, tentei sair com outras mulheres, mas nenhuma era você, como você e muito menos me fazia se sentir como você faz, então acabava sozinho e não acontecia nada. Foi triste só ter minhas mãos nesse tempo.
- Estou com pena de você agora... Sem sexo? Nunca esperava isso de Harry Styles, o galanteador sexy e gostoso.
- Hm... Me acha sexy e gostoso?
- Sempre achei. - ela diz sorrindo provocativa e a puxo para meus braços lhe beijando.
- Eu sentia sua falta... Não só do sexo, de você por completa, eu te amo muito, bem mais do que um dia cogitei amar alguém.
- Eu também Harry.
[...]
Acordo-me logo cedo para poder ir ao trabalho, sinto o lado da cama mover e quando olho para o lado encontro a por seu sutiã.
Sorrio ao lhe ver ali, ela maravilhoso acordar todas as manhãs com ela ao meu lado.
 Ela percebe minha movimentação e apenas vira seu rosto para ver sorrindo para ela, e a mesma sorrir de volta enquanto se vira por completa e se inclina me dando um beijo de bom dia.
Eu me afasto um pouco e acaricio sua barriga, de apenas 5 meses. 
Sim, o tempo passou, e agora somos marido e mulher a espera do segundo filho.
Em nenhum momento eu deixei de amar essa mulher, cometemos nossos erros, principalmente eu, mas o amor prevaleceu e nos fez ficar juntos novamente. 
O importante é que hoje somos muito feliz, bem mais do que pensei um dia ser. E devo acrescentar que bebidas, nunca mais encostei uma gota em minha boca. Sinto orgulho disso.
- O que vai querer para o café da manhã?
- Você... - digo com um sorriso malicioso.
- A não babe, você acabou comigo na noite passada e não devemos nos esquecer que eu estou gravida. - faço um bico choramingando e ela revira seus olhos enquanto me da mais um beijo. - Levante-se daí e vá tomar um banho, você tem de ir trabalhar, tem uma esposa, uma filho e uma filha que estar por vim para alimentar, vai, vai!
- Ok, mamãe. - digo rindo enquanto corro pelado pelo quarto em direção ao banheiro.
- Que bunda branca. - eu paro no meio do caminho e olho para ela com uma sobrancelha arqueada. Ela faz um mesmo, e como dois idiotas ficamos encarando um ao outro ate que eu começo a dançar e ela a gargalhar.- Pare com isso, está ridículo.
- Eu sei que gosta.
- Isso não é sedutor.
- Ah não? Não? - digo enquanto caminho ate ela, a mesma tenta fugir, mas lhe pego pondo em meus braços. - Então eu vou lhe seduzir na banheira, se acabei com você na noite passada... Ah babe, se prepare para agora.
- Eu me casei com um maniaco.
- Um ninfomaníaco. - ela me olha abismada enquanto eu começo a rir. - Eu amo você.
- Eu odeio você.
- Eu sei que sim.
Fim...

13 comentários:

  1. Mds...... P-E-R-F-E-I-T-O Amei <3 <3

    ResponderExcluir
  2. Que lindo, simplesmente amei <3

    ResponderExcluir
  3. Queeeeee perfeito!!!!!! Vc escreve muito bem..parabéns!!♡♡♡♡♡♥♥

    ResponderExcluir
  4. Gente,scrr ameii D+ essa fic 100 Or pena q acabou :'(

    ResponderExcluir
  5. Ai cara ,que lindo!!!! Você tem talento ,está perfeito!!!!!!!! Amei muito mesmo PARABÉNS!!
    ��������

    ResponderExcluir
  6. Mds chorei horrores lendo essa fic, meus olhos estão até doendo de tanto chorar
    Tá de parabéns pft a fic amei

    ResponderExcluir
  7. CARACAAAAAA
    Ja li esse imagine 3 (repito: 3) vezes!
    Li TUDO NUMA NOITE SÓ!
    Parabens, fofa! ��

    ResponderExcluir

✖ Sugestões e críticas são bem vindas.
✖ Caso o script interativo não esteja pegando, informe, por favor.