Atalho Image Map

domingo, 13 de dezembro de 2015

Imagine Hot - Niall Horan

Este imagine não foi escrito por mim!






- Niall eu vou precisar sair, pegue o carro, por favor – disse dando ordem ao seu motorista.
- Sim senhora – ele disse já pegando as chaves de um dos carros e saindo para a garagem.

era uma empresária importante na cidade de Londres e tinha muitos negócios a resolver por isso quase nunca parava em casa e estava sempre viajando. Niall era seu motorista e seu acompanhante em quase todas as viagens dela, claro que a negócios.

Terminou de se arrumar e foi até a garagem esperando que Niall já estivesse com o carro pronto. Quando chegou lá encontrou seu motorista sem o blazer preto que sempre usava e fazia parte do uniforme, com as mangas da camisa branca dobradas até o cotovelo encostado no carro a esperando. Ela não pode deixar de notar o quanto ele era bonito, os cabelos loiros bagunçados o deixavam com um ar sexy, os olhos azuis eram com certeza uma das coisas mais lindas que já havia visto, a boca bem desenhada era um convite para a tentação, ela nunca havia reparado nele, mas agora prestando mais atenção sabia que tinha um homem bem gostoso como seu motorista…

- A senhorita está pronta? – ele perguntou desencostando do carro e abrindo a porta para entrar.
- Estou sim e o que já falamos sobre me chamar de senhorita? – ela disse o olhando como se estivesse o repreendendo.
- Desculpe, é a força do habito… Podemos ir ? – ele perguntou enquanto ela entrava no carro.
- Sim, não quero chegar atrasada – ela disse e ele fechou a porta rapidamente e tomou seu lugar na direção do carro dando partida logo em seguida.

não conseguia parar de pensar na cena que havia visto há alguns minutos atrás. Jamais poderia imaginar que seu motorista seria um homem tão bonito quanto Niall e de repente uma vontade de provar o sabor daqueles lábios tomou conta dela. Além do belo rosto que tinha, ela conseguiu reparar em como a camisa social fica agarrada em seus braços deixando os músculos a mostra, era evidente que ele tinha um belo corpo e a vontade de provar o sabor dos lábios dele deu lugar à outra vontade: se perder naquele corpo que parecia divino.

- ? – ela ouviu alguém chamar e percebeu que estava viajando em seus pensamentos.
- Ah desculpe Niall, pode repetir? – ela perguntou um pouco constrangida por ter reparado tanto assim em seu empregado.
- Perguntei aonde iremos – ele disse sorrindo e o sorriso dele entrou para a lista de mais uma qualidade que ele tinha.
- Preciso ir para a empresa pegar alguns papéis e depois teremos que ir para o interior, pois tenho uma reunião essa tarde – ela disse tentando não olhar muito para ele.
- Pode deixar – ele disse e voltou sua atenção para a estrada.

Um tempo se passou e eles finalmente chegaram à empresa, a moça desceu do carro deixando seu motorista esperando já que não demoraria. Entrou em sua sala pegou algumas pastas e avisou a secretária de que estaria fora o dia todo que qualquer coisa era para entrar em contato com ela no celular. Desceu e dessa vez encontrou seu motorista fora do carro conversando com um dos seguranças da empresa, eles estavam em um papo descontraído e riam muito, o que fez com que ela reparasse mais uma vez no sorriso dele.

- Podemos ir ? – Niall perguntou se despedindo do segurança assim que viu a patroa perto do carro o aguardando.
- Claro – ela disse sorrindo pra ele.

O que ela não sabia é que Niall também reparava bastante nela, principalmente em seu corpo e sorriso. O empregado sempre reparou em sua patroa, mas nunca tentou nada em respeito a ela, mas hoje estava percebendo que ela estava o observando demais e com isso decidiu provocar um pouco e tentar uma coisa para ver se ela cederia.

Um silêncio predominava no carro, estava concentrada em responder alguns e-mails enquanto Niall prestava atenção na estrada e às vezes observava a patroa.
O loiro estava dirigindo tranquilamente quando percebeu que havia algum problema com o carro, então decidiu parar para ver o que estava acontecendo:

- Algum problema Niall? – ela perguntou olhando pra ele
- Eu ainda não sei , mas parece que temos um problema sim – ele disse descendo do carro.

também desceu do carro e ficou observando enquanto Niall tirava seu blazer e dobrava novamente a manga da camisa:

- Vou ter que dar uma olhada aqui – ele disse abrindo o capô do carro.
- Tudo bem, espero que esteja tudo bem – ela disse olhando Niall mexer em alguma coisa no capô.
Alguns minutos se passaram e eles ainda continuavam ali, ela estava ficando impaciente com a demora e ele estava tentando descobrir o problema do carro.
- É, parece que realmente temos um problema – ele disse fechando o capô do carro.
- O que aconteceu? – ela perguntou
- Ainda não sei ao certo, mas vou precisar acionar o seguro – ele disse tirando o celular do bolso.
- E vai demorar? – ela perguntou preocupada com a reunião, mas no fundo estava adorando ficar um tempo sozinha com seu empregado.
- A julgar pelo locar que estamos vai demorar um pouco sim – ele disse e se afastou para fazer a ligação.

Depois de um tempo ele voltou dizendo que o seguro demoraria umas duas horas para chegar por estarem atendendo um acidente de transito que havia acontecido em Londres.

- Tudo bem, eu vou cancelar a reunião de hoje – ela disse ligando para a empresa.

Os dois ficaram ali parados conversando um pouco sobre coisas banais enquanto esperavam o guincho chegar, mas estava muito calor e Niall não estava mais aguentando ficar com aquela roupa quente, ele precisava pelo menos desabotoar um pouco sua camisa.

- A senhora se importa se eu ficar sem camisa? É que está muito calor e essa camisa está me incomodando.
- Fique a vontade, vou desabotoar a minha um pouco, espero que não se importe.
- Claro que não, sinta-se a vontade – ele disse um pouco malicioso e começou a desabotoar a camisa enquanto a observava.

Os dois mantinham o contato visual enquanto desabotoavam suas camisas e com certeza qualquer pessoa perceberia que ali havia uma atração bem forte.
se aproximou do capô do carro com sua camisa social aberta e sentou enquanto o motorista a acompanhava:

- Você tem um corpo bem bonito – ele disse a olhando de cima a baixo.
- Você também tem um belo corpo – ela disse o analisando.

Os dois ficaram se olhando um tempo, mas não resistiram e acabaram se beijando ali mesmo, no meio da estrada. As línguas de ambos exploravam cada canto de suas bocas, um calor percorria o corpo de ambos e com certeza esse beijo acabaria acendendo ainda mais o fogo que tinha entre eles.
Niall empurrou o corpo de para trás fazendo-a deitar sobre o capô de seu carro. As mãos dela puxavam de leve o cabelo loiro dele, enquanto as mãos dele faziam o trabalho de tirar sua blusa e deixa-la apenas de sutiã.

- Você tem belos seios – ele disse descaradamente – são melhores do que eu imaginei – disse enquanto tirava o sutiã dela.
- Então você observava os seios da patroa safado? – ela perguntou gostando de tudo aquilo.
- Observava tudo – Niall disse sorrindo malicioso para a patroa.
Suas mãos foram para os seios dela apertando de leve e fazendo-a soltar alguns gemidos. Niall estava entre as pernas de beijando sua barriga enquanto apertava seus seios.
- Está gostando? – ele perguntou dando uma mordida no mamilo dela.
- Sim…
- Que bom, mas eu ainda nem comecei direito – ele disse e abocanhou um de seus seios.

Ele passa a sugar os seios dela enquanto ouve os gemidos que saem de sua boca aumentando ainda mais seu tesão.

- Que delicia de seios – ele passa a língua em volta do mamilo dela fazendo-a arfar.

Ele desce os beijos até a sua barriga e uma de suas mãos vai parar em cima da intimidade dela onde ele pressiona ainda por cima da roupa fazendo-a soltar um gemido um pouco alto devido a surpresa. Ela tira a camisa dele enquanto ele levanta a saia da patroa. Ele abre o zíper da calça e tira seu pau completamente duro pra fora:

- Tenho uma coisa pra você… – ele diz passando a mão em seu membro.
- É? Será que eu vou gostar? – ela pergunta ajoelhando na frente dele.
- Tenho certeza que sim, prova pra ter certeza disso… – ele diz e a puxa pelo cabelo a fazendo ficar com o rosto praticamente colado com o pau dele.

Ela não esperou nem mais um segundo e abocanhou o pau do motorista que ela tanto sentia atração:

- Ai que boca gostosa – ele disse jogando a cabeça pra trás enquanto ela chupava e massageava as bolas dele.
- Que pau delicioso – ela disse com um pouco de dificuldade.

Ela passava a língua por toda extensão do membro dele e voltava para a glande dando pequenos beijos, o fazendo gemer enquanto joga a cabeça pra trás. Colocou o máximo que conseguiu na boca e o resto ela punhetava, fazendo com que aumentasse ainda mais o prazer dele.

- Eu vou gozar… – ele disse com a respiração acelerada e segurando o gemido.
- Goza pra tua patroa, eu estou mandando – ela disse aumentando a velocidade das chupadas.

Não demorou muito e ela sentiu o liquido quente em sua boca.

- Que delicia de gozada…
- Delicia vai ser agora – ele disse pegando ela pelo braço e a colocando sentada no capô do carro.

Colocou a calcinha dela de lado e enfiou dois dedos de uma vez, fazendo-a gemer alto. Aumentou o ritmo dos dedos, enquanto a via se contorcer em cima do carro com uma cara de prazer.

- Por favor, Niall… – ela praticamente implorou.
- O que você quer minha patroa safada? – ele perguntou ainda com os dedos dentro dela.
- Quero você… Agora – ela não conseguia mais controlar a respiração que estava bem acelerada.
- Pede direito… – ele disse parando com os movimentos de vai e vem dentro dela.
- Me fode Niall, por favor – ela implorou e ele não esperou nem mais um segundo.

Colocou a camisinha em seu membro e começou a roçar a cabeça de seu pau na entrada da boceta dela:

- Tá querendo meu pau safada? – ele perguntou com uma cara de safado
- Sim…
- Então pede
- Niall, por favor…

Ela não conseguia falar direito, o tesão estava muito grande e ela precisava dele dentro dela.

- Se não pedir eu vou parar agora mesmo – ele disse autoritário.

A situação estava invertida, agora quem mandava ali era ele e ela apenas obedecia.

- Niall, me dá teu pau, enfia ele em mim, por favor… – ela implorou mais uma vez pelo pau de seu motorista
- Assim que eu gosto, bem safada – ele diz e a penetra de uma vez só.

Os movimentos dele não eram calmos, muito pelo contrario, eram apressados e precisos. Ele metia forte e fundo enquanto ela implorava por mais:

- Tá gostando danada?
- Sim…
- Tá dando pro motorista? Que patroa mais safada que eu tenho – ele diz enquanto mete mais rápido nela
- Sim, meu motorista é muito gostoso e sabe comer uma mulher como ninguém…
- Safada gosta de dar é?
- Muito, ainda mais pra um cara com um pau desses – ela diz enquanto ele a come.
- Goza no meu pau vai…
- Mete mais rápido vai
- Assim gostosa? – ele diz metendo o mais rápido que pode.
- Isso, assim mesmo…

Depois de algum tempo metendo, ela anuncia:

- Continua que eu vou gozar…
- Então goza no meu pau vai – ele diz metendo fundo.

Não demorou muito e ela gozou com o pau dele ainda dentro dela.

- Que patroa mais gostosa que eu tenho – ele disse também gozando.
- Você que é um motorista excelente e um ótimo parceiro de sexo – ela disse recuperando a respiração.

Ficaram um tempo parados, mas logo vestiram as roupas pra esperar o guincho chegar.
Foi uma tarde agradável pros dois e com certeza essa tarde se repetiria muitas e muitas vezes.

7 comentários:

  1. Vc pode me add no face:Ana Vitória Teixeira da Rocha
    Meu Zap:+55 21 992428317

    ResponderExcluir
  2. Quando vai sair o último capítulo de Say When? Estou curiosa *-*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu como autora, espero que o mais breve possível!

      Excluir
  3. Respostas
    1. Claro, é só dizer com quem quer! Tentarei postar o mais breve possível!

      Excluir
  4. Tem como fazer um imagine pra mim? E GENTE, eu amei esse imagine, bem do jeito que eu gosto com bastante dirty talk kkkkkkk Sou uma pervertida MDS! Só não consigo imaginar com o Nini, consigo mais é a protagonista sendo dominatrix e fazendo dele submisso, sim tenho alguns sonhos assim mas sim, não vou contar aqui u.u

    ResponderExcluir

✖ Sugestões e críticas são bem vindas.
✖ Caso o script interativo não esteja pegando, informe, por favor.